Vovó Irene foi aluna da primeira turma do Colégio Mãe de Deus

0

Colégio Mãe de Deus

Recompensa para distinção na aula à aluna Irene Liciarde

Londrina, 30 de novembro de 1937

Vovó Irene, na década de 1980 (Fotos: Arquivo Pessoal)

São esses os dizeres escritos na primeira página do Terceiro Livro de Leitura, dado como presente à minha avó materna, Irene Liciarde Luiz, quando ela era uma distinta aluna dentre as colegas do Colégio Mãe de Deus.

O fato me veio à memória depois de entrevistar o jornalista Paulo Briguet, que escreveu e lançou o livro Coração de Mãe, um relato histórico e espiritual dos 80 anos do Colégio Mãe de Deus, que foi fundado em 3 de março de 1936.

Portanto, minha avó Irene está entre as primeiras alunas da primeira turma do colégio, fundado por um grupo de 12 freiras alemãs do Movimento de Schoenstatt. E lá recebeu uma das mais primorosas educações que poderia receber.

No conteúdo do livro, desde ensinamentos divinos, com histórias e fábulas, até questões econômicas, geográficas e biológicas. Exemplos: os ciclos do café e do arroz, informações sobre animais (peixes, roedores, mamíferos) e muitos outros assuntos de conhecimentos gerais e diversos.

Capa do livro que vovó Irene ganhou pelo seu desempenho no Colégio Mãe de Deus
Dedicatória do livro em homenagem pela distinção da aluna Irene Liciarde

Natural de Itápolis, no interior de São Paulo, vovó Irene chegou a Londrina provavelmente no ano de 1934, obviamente com os pais Clemente e Clarinda, que vieram em busca das promessas da terra fértil do Norte do Paraná. Aqui ela viveu, se casou e construiu a família.

Entre os documentos e pertences dela, há também um convite para a celebração do Jubileu de Prata do Colégio Mãe de Deus. Ela, que participou da primeira turma da escola, que comemorou os 25 anos de existência do colégio, ficaria feliz de ver o neto escrevendo uma reportagem sobre isso?

Capa do convite para o Jubileu de Prata do Colégio Mãe de Deus
Convite para o Jubileu de Prata do Colégio Mãe de Deus

Deixe uma resposta