Veja os vencedores nas competitivas do Festival Kinoarte de Cinema

0

É interessante a experiência de ser jurado de filmes. A mim, que não tem nenhum conhecimento profundo de cinema, mas um olhar crítico, é uma responsabilidade grande avaliar, analisar ou julgar trabalhos feitos com muito carinho e dedicação. Aceitei o convite para sê-lo no 19º Festival Kinoarte de Cinema, cujo resultado de todas as competitivas, realizadas no fim de semana, você vê a seguir.

Embora cada qual tenha seu valor, a tarefa de escolher alguns para receber prêmios variados é muito difícil. Meus parcos conhecimentos técnicos da 7ª Arte, entretanto, coincidiram, em sua maioria, com a dos meus gabaritados colegas jurados. O que permitiu as discussões e escolhas serem tranquilas e seguras. Estávamos na competitiva paranaense.

Tanto nessa quanto em outras, assim como na programação regular, o festival cumpre o papel de exibir filmes que normalmente não seriam exibidos em Londrina no circuito comercial, assim como joga na telona temas que devem e precisam ser discutidos sem preconceitos nem carregados de tabus.

A seguir, os resultados de todas as competitivas.

COMPETITIVA DE MELHOR CURTA PARANAENSE
DECISÃO JÚRI OFICIAL:
Melhor Filme: Tentei, de Laís Melo
Melhor Direção: Tentei, de Laís Melo
Melhor Roteiro: A rua muda, de Eduardo Colgan
Melhor Montagem: A rua muda, de Eduardo Colgan
Melhor Dir. Arte: Noite púrpura, Caroline Biagi
Melhor Fotografia: Tentei, de Laís Melo
Melhor Som: Tentei, de Laís Melo
Melhor filme voto popular: Tentei, de Laís Melo

Cena de ‘Tentei’, vencedor na competitiva paranaense (Foto: Jandir Santin/Divulgação)

COMPETITIVA DE MELHOR CURTA NACIONAL
DECISÃO JÚRI OFICIAL:
Melhor Filme: Vaca profana, René Guerra
Melhor Direção: De tanto olhar o céu gastei meus olhos, de Nathália Tereza
Melhor Roteiro: A passagem do cometa, de Juliana Rojas
Melhor Montagem: Orbitantes, de Rodrigo Campos
Melhor Dir. Arte: Vênus-Filó, a fadinha lésbica, de Sávio Leite
Melhor Fotografia: Estás vendo coisas, de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca
Melhor Som: Meninas formicida, de João Paulo Miranda Maria
Melhor filme voto popular: Diamante – O bailarina, de Pedro Jorge

*MENÇÃO HONROSA PARA O ELENCO DE ROSINHA:
Maria Alice Vergueiro, Andrade Júnior e João Antônio

COMPETITIVA DE MELHOR CURTA IBERO-AMERICANA
Melhor Filme Júri Oficial: El vestido, de Javier Marco (ESPANHA)
Melhor filme voto popular: Cuando el dia nasce, de Santiago Eguia (PARAGUAI)

COMPETITIVA DE MELHOR CURTA LONDRINENSE
Melhor Filme Júri Oficial: Speak easy, Coletivo
Melhor filme voto popular: Na hora de fazer não chorou, de Lucas Meyer

Deixe uma resposta