Sommelier Stella apresenta vinhos da Casa Silva em evento da Folha de Londrina

1

O convite sempre muito agradável da amiga Stella Mariano normalmente é uma viagem pelo mundo dos vinhos. Desta vez, uma parceria da Século Adega, onde a sommelier trabalha, com o festival Cozinha & Sabor, da Folha de Londrina, no showroom da Vectra Construtora. A degustação, com cardápio do Buffet Laguna, foi de quatro rótulos da vinícola chilena Casa Silva.

Stella Mariano, em foto de Marcos Zanutto, gentilmente cedida pela Folha de Londrina

Eu não saberei dizer que quitutes e pratos foram servidos, embora todos tenham sido escolhidos a partir da harmonização dos vinhos, que, por sinal, são maravilhosos. Eu já havia degustado outros rótulos da Casa Silva, mas alguns desses foram novidades. Como o Colección da uva chardonnay, levemente cítrico e ácido, com notas e pera e abacaxi. Ideal para as entradinhas.

Em seguida veio um Cuvée Colchagua reserva pinot noir. É um vinho delicioso, de uma uva fácil de se beber. Que eu gostei muito. E que alguns amigos ali preferiram menos. Normalmente é uma uva mais agradável ao paladar feminino. E eu concordo com a Stella: não existe ufa feminina ou uva masculina. Mas a pinot noir tem características mais apreciadas pelas mulheres, como um sabor mais leve e menos ácido.

Depois, Stella serviu um Colleción carmenere, mais encorpado para acompanhar o risotinho com filé que o buffet serviu. É realmente um vinho mais forte e marcante. Delicioso também. Embora, naquela noite eu tenha preferido o pinot noir. E, por fim, para a sobremesa (a única que lembramos de tirar foto, uma generosidade da tia Silvana Panichi), um vinho de colheita tardia, Late Harrest, que mistura duas uvas diferentes que eu nunca havia tomado: semillón e gewurztraminer.

Enfim, um brinde ao vinho! Tim tim!

Mousse de limão com sorvete e creme de limão com notas de tangerina (Foto: Silvana Panichi)

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta