Show em Londrina com Carlos Lyra e Wanda Sá celebra 60 anos da bossa nova

0

Na segunda parte da década de 1950, uma vertente do samba, com melodias e letras mais elaboradas, harmonias e arranjos sofisticados para a época, depois se transformou na bossa nova. Para efeito de data, porém, 1958 ficou sendo o ano oficial de nascimento.

Agora em 2018, portanto, a bossa nova completa 60 anos. E Londrina será uma das primeiras cidades a comemorar. Em 16 de março, no Villa Planalto, um show de gala. A apresentação tem início às 22h30, com abertura da casa às 20h. E ingressos que variam de R$ 99 a R$ 3.696, no caso de uma mesa para quatro pessoas, por exemplo, que podem ser comprados pela internet.

Entre as atrações, a cantora Wanda Sá, que lançou seu primeiro e memorável disco (Vagamente) em 1964. Enquanto gravava com o grupo de Roberto Menescal, eclodia nas ruas a revolução militar sem que ninguém notasse pelo isolamento do estúdio.

Wanda Sá, uma das precursoras da bossa nova (Fotos: Divulgação)

Também Carlos Lyra, que faz parte do triunvirato de ferro da bossa nova, ao lado do próprio Menescal e Tom Jobim. Autor de vários clássicos, como Primavera, Você e eu, Minha namorada, Coisa mais linda, Sabe você, entre outros.

Carlos Lyras, que celebra seis décadas de bossa nova

Já Marcos Valle vem de uma segunda geração, igualmente talentosa. Autor de um dos maiores clássicos da bossa nova, Samba de verão, que, em gravações fora do país, só perderia para Garota de Ipanema.

E o casal Jacques & Paula Morelenbaum, ele violoncelo, ela cantora, representa o que seria uma ala mais jovem da bossa nova. Esse é o time que atuará em Londrina. Imperdível mesmo.

Deixe uma resposta