Salsa, música e muito show em apresentação do Buena Vista Social Club, em Cuba

0

Os cubanos sabem fazer show. E o Buena Vista Social Club, tradicional grupo caribenho que se apresenta em casas noturnas perto do Capitólio, em Havana, é um exemplo disso. Há mais de 50 anos os integrantes mostram o melhor da salsa caribenha. E eu fui conhecer uma das versões do espetáculo, com os L’egendarios del Guajirito, integrado por alguns dos cantores fundadores e vencedores do Grammy com o grupo Buena Vista.

Uma animada Maida Mitchell encanta o público (Fotos: Fábio Luporini)

No início, todos os artistas cantam juntos, mas vão se revezando ao longo do show, cada qual fazendo seu próprio espetáculo. Um dos destaques, sem dúvida, é a sessentona Maida Mitchell, com uma energia e senso de humor fora do normal, sem falar na apresentação. Logo desceu do palco e interagiu com o público: tomou um chileno para dançar e fê-lo colocar a mão na cintura dela. E um pouco mais para baixo também, arrancando risadas de todos.

Na apresentação, Lázaro Villa, um dos fundadores do Buena Vista Social Club, cantando em plena forma de voz. Cantou e encantou o público, pedindo saúde para poder continuar se apresentando até os mais de 80 anos.

Num determinado momento, os artistas quiseram homenagear as nacionalidades que ali estavam presentes entre o público. E a forma de fazer isso foi cantar um trechinho das canções de cada país. México, Peru, Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Brasil – um dos mais aplaudidos. Enquanto estava na América Latina, tudo bem. Até que chegou Portugal, Inglaterra, Suécia, Sérvia, Irã, Coreia do Sul.

Na Suécia, os artistas cantarolaram Abba. No Irã, uma música árabe qualquer. Mas, a parte mais engraçada foi quando os músicos convidaram um casal entre os coreanos presentes e, com eles no palco, soltaram Gang Style, de Psy, convidando-os a dançarem, o que fizeram timidamente. Por fim, não podia faltar Guantanamera.

É possível participar do espetáculo de pelo menos duas maneiras: comprando o pacote com a entrada do show e mais duas bebidas ou incluindo o jantar com sobremesa, além do show e de três bebidas. Sinceramente, não vale a pena jantar ali. O preço não compensa. Dá para jantar bem melhor e por muito menos ali por perto, antes da apresentação, que começa às 21h30. Se estiver em Cuba, não deixe de assistir, embora existam outras casas de shows bem mais em conta, no bairro Vedado, por exemplo.

Deixe uma resposta