Rota do Café tem parada em Arapongas para cafezinho e bolo do noivo

0

Muitas reportagens eu já havia escrito e produzido, sejam no saudoso Jornal de Londrina (JL) ou na RPC, onde trabalhei como produtor. Mas, eu mesmo nunca tinha feito nenhum roteiro da Rota do Café, um circuito por cafeterias, fazendas e outros estabelecimentos ligados ao grão no Norte do Paraná.

Até que o pessoal da Rota me convidou, num grupo que incluía jornalistas e outros profissionais, no finzinho do ano passado. E, a partir de hoje, você vai conhecer um pouco da Rota em algumas reportagens.

A primeira parada foi na cafeteria Café com pão, em Arapongas, onde o casal proprietário Lizandra Camilo e Reginaldo Durigão nos recebeu com um baita café: não exatamente a fartura da mesa, o que também era verdade, mas nos fizeram experimentar cafés especiais, produzidos, moídos e torrados por eles mesmos.

Reginaldo, que nos recebe com um café especial (Foto: Fábio Luporini)

Café para se tomar sem açúcar. “Esse café cuja cadeia produtiva é feita de forma correta, infelizmente não chega à nossa xícara por questões comerciais”, diz Reginaldo, que quase uma década atrás largou a representação de farinha de trigo para trabalhar com o café, fazendo diversos cursos de barista.

Doces
A cafeteria tem outros atrativos. E um deles é o bolo do noivo. O casal conta que, quando foram se casar, há uns três anos, foi o Reginaldo quem resolveu confeitar o bolo do próprio casamento. A receita com doce de leite e amêndoas agradou o paladar dos convidados, que passaram a buscar na padaria o “bolo do noivo”. Sucesso absoluto. É um bolo molhadinho e extremamente delicioso, embora bastante doce.

Bolo do noivo, feito para o casamento de Reginaldo e Lizandra (Foto: Jesu Campos/Assessoria Cobra Repórter)

Mais recentemente, ainda em 2017, a confeitaria teve eleita uma sobremesa no concurso gastronômico Sabores de Arapongas. É a terra roxa, que mistura os ingredientes: abacate, cacau, creme de leite, café, ganache de chocolate e amêndoas. Essa não deu para experimentarmos, por razões óbvias: já tínhamos degustado muitas coisas e estávamos apenas no café da manhã. O almoço fica para a próxima matéria.

Doce terra roxa, premiado em concurso gastronômico (Foto: Jesu Campos/Assessoria Cobra Repórter)
Reginaldo mostra como faz a torra do café (Foto: Fábio Luporini)
Grão torrado na máquina, parte 1 (Foto: Fábio Luporini)
Grão torrado na máquina, parte 2 (Foto: Fábio Luporini)
Grão torrado na máquina, parte 3 (Foto: Fábio Luporini)

O Portal Duo fez o roteiro a convite da Rota do Café. Para fazer também, basta enviar um e-mail para contato@rotadocafe.tur.br e agendar. 

Deixe uma resposta