Obras de Chico Santos questionam o crescimento urbano desenfreado

0

O Centro Cultural Sesi/AML (Praça 1º de Maio, 130) abre as portas para a poesia em forma de arte de Chico Santos, artista que passou oito meses isolado num sítio no interior do Paraná e saiu de lá com uma criatividade reflexiva impressionante.

Obras de Chico Santos estão no Sesi/AML (Fotos: Divulgação)

O trabalho questiona justamente o crescimento urbano entre paisagens naturais e, por que não?, a correria do cotidiano agitado dos grandes centros. As novas peças em madeira estarão em exposição até 30 de novembro, sempre de terça a sábado, das 13h às 22h. A entrada é gratuita.

Miniaturas são características no trabalho de Chico Santos

Os trabalhos de Chico Santos têm rodado o mundo, ás vezes em miniaturas. Tem instalações em países como Reino Unido, Rússia, China e Japão. O trabalho tem recebido prêmios em salões e mostras de arte pelo mundo, como da Screngrab da Austrália e da Bienal do Recôncavo, na Bahia.

Obras têm características de casas e prédios13

Dessa vez, os personagens com características de casas e prédios fazem o público se perguntar e se questionar, de forma poética, sobre a realidade urbana. Além das obras em instalação, Chico Santos apresenta em Londrina uma série fotográfica produzida em parceria com Ana Stein.

Deixe uma resposta