Maratonista solidário, Wilson Duarte resolve tomar café para ajudar crianças

0

Faz tempo que o maratonista Wilson Duarte, de 64 anos, ajuda as pessoas. Em suas corridas e campanhas, ele já arrecadou cimento, incentivou a doação de sangue, juntou litros de leite, doou papel sulfite e, agora, convida as pessoas para tomarem café que serão transformados em brinquedos para o Natal de muitas crianças. É simples: cada café que ele tomar com alguém, ele próprio vai doar R$ 10. Entretanto, a campanha ganhou corpo e todo mundo quero ajudar.

A ideia é antiga. Há mais de um ano ele se reúne com amigos para tomar café e contar histórias. Foi tirando fotos, registrando os momentos e, há dois meses mais ou menos, resolveu lançar a campanha Vamos tomar um café? A proposta é que até o fim do ano que vem ele tome 500 cafés para ele próprio doar R$ 10 e, juntando R$ 5 mil, possa comprar brinquedos para o Natal de muitas crianças.

Fábio Luporini e Wilson Duarte, no café solidário, n’O Armazém Café (Foto: Elen Almeida/Divulgação)

Mas, as pessoas viram e começaram a convida-lo para tomar café na empresa, na casa, nas cafeterias. E também passaram a doar, no mínimo, R$ 10 para a campanha. “Um amigo meu me chamou para tomar café na casa dele e doou R$ 500. A esposa foi pegar um pacotinho e disse que era dos filhos, mais R$ 200. Até mesmo a empregada, que fez o café, quis ajudar e me doou um envelopinho com R$ 10”, conta Wilson. Não importa o valor, o que vale é a intenção. Até porque a proposta inicial nem era que os outros doassem.

Bom, 120 cafés depois, Wilson já conseguiu arrecadar cerca de R$ 1,2 mil, além de 60 cestas básicas, das quais 12 já foram doadas. E tem gente de longe querendo ajudar: amigos do Japão ou da Colômbia, convidaram o maratonista para tomar um café virtual e, na impossibilidade de mandarem o dinheiro, se comprometeram a ajudar alguém lá nas suas cidades. Nesse caso, Wilson vai arrecadar dinheiro para comprar presentes para as crianças que ele perceber que precisam. Mas, ao longo dos últimos anos, ele já ajudou entidades como ONG Viver, Ilece, Apae, entre outras.

Todo esse voluntariado ele ainda divide com o trabalho de tratamento de pisos que faz, além das corridas. E, claro, entre um e outro compromisso, um tempinho para tomar café. Foi o que fez semana passada com o Portal Duo, ali na cafeteria O Armazém Café. A proprietária, a barista Cristina Maulaz, entrou na solidariedade e, cada café que o Wilson tomar lá, ele não precisa pagar. Apenas os amigos acertam os seus valores e pedidos e, dessa forma, o maratonista consegue destinar o dinheiro para a doação.

Ah, e quem quiser convida-lo para um café, é só ligar ou mandar whats para o número (43) 9.9994-2138.

Deixe uma resposta