Gustavo Zanluchi, há seis meses no México, aproveita o intercâmbio para crescer

2

Gustavo Zanluchi é um garoto tranquilo, de bem com a vida e sempre sorridente. Seja no Brasil ou no México. Um de meus pequenos sociólogos, o adolescente está há quase seis meses num intercâmbio na cidade de Chihuahua, capital do estado de Chihuahua, uma cidade com mais de 1 milhão de habitantes.

Gustavo Zanluchi escala a montanha Cerro Grande. Ao fundo, a cidade Chihuahua (Fotos: Arquivo Pessoal)

“Aqui eu estudo em uma escola religiosa chamada La Salle, uma das melhores da cidade, onde no último ano do ensino médio as salas são separadas pela área que você queira seguir”, conta Gustavo. Lá o garoto já fez muitos amigos, o que não é difícil, e, aos finais de semana, passeou bastante. “Subi a maior montanha que rodeia a cidade, com um amigo.” A montanha se chama Cerro Grande.

Claro, ele não é o único intercambista. No grupo formado por outros estados, entre eles Coahuila, Durango, Chihuahua, Aguas Calientes e Zacatecas, são mais de 100 adolescentes, entre eles 40 brasileiros, o maior grupo dentre todos. “[O intercâmbio] é um sonho desde criança. Sempre achei que é uma experiência que todos têm que ter, porque você cresce muito psicologicamente, ganha muita independência e abre sua mente sobre outras nacionalidades.”

Gustavo, ao lado da neve, durante o intercâmbio no México
Grupo de intercambistas, detre os quais a maior parte é de brasileiros

2 COMENTÁRIOS

  1. Realmente desde muito pequeno o Gustavo já dizia que quando ele crescesse faria intercambio! Sempre foi um sonho dele e de seu avô Osmar Zanluchi. Como pais, sempre incentivamos e sonhamos junto com ele até esse momento chegar. É uma enorme alegria ver a felicidade estampada em seu sorriso. E momentos como esse, onde você vê seu filho em uma matéria com um jornalista como o Fabio que acima de tudo é uma pessoa muito especial, faz o coração matar um pouquinho da saudade e faz crer que toda essa saudade vale a pena! Como eu sempre digo para o Gustavo: se você sonha, acredite e voe alto!

Deixe uma resposta