Demissão faz trabalhador se reinventar e migrar para o mundo dos vinhos

0

O Roberto de Oliveira tem 56 anos e tinha um bom emprego numa multinacional aqui em Londrina. Mas, por razões diversas, foi demitido. Se ficou parado, se lamentando? Que nada! Resolveu mudar de área e descobriu o mundo dos vinhos. Hoje, enquanto faz uns extras como garçom, se especializa no universo da bebida para poder trabalhar com vinhos.

Agora, Roberto está se especializado no mundo dos vinhos (Foto: Arquivo Pessoal)

No fim da década de 1990, Roberto veio morar em Cambé, pois era supervisor de uma distribuidora de cosméticos. Aqui ele poderia monitorar as equipes de venda. Com o tempo, a empresa faliu e ele recebeu uma proposta para trabalhar numa empresa multinacional, que faz contagem de estoques de grandes marcas.

Técnico de contabilidade, há dois anos cursa Ciências Contábeis, pois trabalha justamente com a prevenção de perdas e auditorias internas. Entretanto, o rumo da vida mudou há três meses, quando foi demitido. Foi aí que resolveu procurar uma nova área. “Fiz um curso de garçom no Senac, onde me apaixonei pelos vinhos”, conta.

Segundo Roberto, são poucos os cursos nessa área em Londrina e região. Mas, o que aparece, ele se inscreve. “Para ganhar experiência, estou fazendo extras de garçom no Restaurante Bologna, além de participar dos cursos que encontro na cidade”, diz. Recentemente fez um sobre vinhos da toscana, na Grand Cru, além de workshop de vinhos do Senac Norte Londrina.

Deixe uma resposta